Rádio Web

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Carnaval Patrocinado: É o fim da folia ou o futuro do carnaval?




Carnaval 2015 veio com novas estratégias de patrocínio...

Rio - Com gastos variando de R$ 10 milhões a R$ 15 milhões, os cerca de R$ 5 milhões desembolsados pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) não são mais suficientes para uma agremiação disputar o título do Grupo Especial do Carnaval carioca. Com isso, o patrocínio de grandes empresas e/ou governos se tornou vital.
“Hoje, para ficar entre as melhores, as escolas têm que apresentar um Carnaval de qualidade, o que requer investimentos altíssimos. O patrocínio virou a saída”, explica o professor da ESPM Rio e especialista em Marketing do Carnaval, Marcelo Guedes.
Esse ano, três das principais escolas do Rio lançaram mão desse artifício. Campeã em 2014, a Unidos da Tijuca teve a ajuda , estimada em R$ 12 milhões, do governo da Suíça e de oito empresas. No total, os patrocinadores desembolsaram um terço do orçamento total da escola.
André Regli, embaixador da Suíça, afirmou que o objetivo é estreitar os laços entre os dois países. Já Leandro Conti, diretor de Assuntos Corporativos da Syngenta, uma das patrocinadoras, argumenta que o Carnaval é uma plataforma importante para mostrar a agricultura, que estará em uma das alas da escola.
Conhecida de outros carnavais, a Nestlé é outra suíça que patrocina a Tijuca neste ano. “A Nestlé está apoiando sem a exploração de marcas no desfile. Mas teremos ativações fora da passarela”, ressalta o gerente de Marketing e Operações da empresa, André Barros.
Desde 2012, quando foi campeã, a Tijuca tem apostado nos enredos patrocinados. De lá para cá, já foram dois títulos. “Pensamos no enredo e depois traçamos um plano estratégico de como as empresas podem se envolver”, afirma o diretor de Marketing e Patrocínios da Unidos da Tijuca, Bruno Tenório.
Para Guedes, este é o caminho, com patrocínios, mas sem a necessidade de ter marcas nos carros ou fantasias. “É preciso ser criativo.”
No maior patrocínio já feito a uma escola de samba, a Beija-Flor recebeu R$ 10 milhões do governo da Guiné Equatorial para falar da África este ano.
Apesar de não ter recebido dinheiro do governo de Minas para homenagear o estado, o Salgueiro, que gastou R$ 11 milhões no seu desfile, conta com ajudas de peso. Só a Nissan desembolsou R$ 2 milhões.
A participação da montadora foi além da avenida. Entre outras ações, ela lançou o novo New March com motor 3 cilindros na quadra e levou carros para o ensaio técnico.
Guedes explica que o futuro das escolas de samba passa pelas empresas participando da vida das agremiações em outros momentos. “Elas começam a entender que o Carnaval tem torcedores, que podem ser o público-alvo das marcas. É importante acabar com a miopia de que o patrocínio está fixo ao desfile”.
O Grupo Petrópolis, por exemplo, está na quadra de 17 escolas do Carnaval carioca. Entre elas, Mangueira, Salgueiro e Imperatriz. Os contratos são de exclusividade de comercialização e exposição das marcas nas quadras. “Dar a oportunidade de consumo de Itaipava no Carnaval gera fidelização”, ressalta a gerente de Propaganda do Grupo Petrópolis, Eliana Cassandre.
A carioca Piraquê aposta nos ensaios técnicos, com a doação de cerca de 4 mil camisas para Mangueira, União da Ilha, Mocidade, Beija-Flor, Império da Tijuca e Renascer de Jacarepaguá, as últimas duas do Grupo A. “Também doamos produtos e levamos os instrumentos da bateria para os ensaios técnicos”, diz o diretor de Marketing da companhia, Alexandre Colombo.
A Granfino participa do Carnaval fornecendo os ingredientes da feijoada de escolas como Portela, Mangueira e Beija-Flor, e ajudando com os custos desses eventos. O investimento anual gira em torno dos R$ 400 mil. Em troca, a marca é exposta em banners, infláveis e leques.

Artigo extraído da coluna "Brasil Econômico" do site www.ig.com.br

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Um Sonho de Carnaval...



Sonhei que a Mocidade Alegre do Pedregulho estava linda na Avenida com todas suas limitações de apoio da comunidade...
Sonhei que a Bateria da Bonecos Cobiçados fez uma paradinha digna de Estandarte de Ouro e tirou aplausos dos jurados e de toda arquibancada...
Sonhei que a Unidos da Tamandaré estava linda como nos últimos anos e as alegorias e fantasias diziam que a Escola vinha pra ganhar o carnaval...
Sonhei que a Embaixada do Morro arrepiou quando entrou e a empolgação da sua torcida levantou e exaltou a força do Carnaval de Guaratinguetá...
Sonhei que a comissão de frente da Beira-Rio da Nova Guará só não fez chover, mais pareciam que estavam voando na Avenida do tamanho que era a sincronia...
Sonhei que a Acadêmicos do Campo do Galvão era a Escola a ser batida esse ano e que quando terminou o desfile já eram ouvidos os gritos de é Campeão...

Sonhei... apenas... sonhei.
Mas...
Sonhar não custa nada!!!
O meu sonho é tão real...
Mergulhei nessa magia.


"ERA TUDO QUE EU QUERIA PARA ESSE CARNAVAL"

Este texto foi extraído do perfil do Facebook de 
Marcus Alexandre Ninjete

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

"Três Anos... uma "ALEGORIA" Construída!"



Três anos, uma “Alegoria” construída! 

O BLOG CARNAVAL DE GUARATINGUETÁ é um daqueles exemplos que nos encanta, motiva e, nos mantém reforçada a crença no trabalho “amador” como expressão simbólica do profissionalismo temperado com a “paixão” e a obstinação dos que Amam e cuidam do que, ou de quem Amam. 
Paulo Santos é um desses “caras” que tem uma pitada de “mineirice”, pois, calado e quieto bradou e inquietou; informou e, demonstrou que nosso CARNAVAL merece respeito. Não o respeito do temor, mas, o respeito do Amor. Aquele respeito que dedicamos, quando pais, à condução dos caminhos que nossos filhos irão seguir. Aquele respeito que dedicamos, quando amantes, aos cuidados que dedicamos com nossa aparência e, asseio para seduzir e conquistar nossa amada. Aquele respeito que dedicamos, quando profissionais, ao planejamento e preparação de nossas lidas e obrigações. Enfim, o respeito que nasce da admiração, do carinho, por vezes, da paixão. 
O BLOG já se consolidou como o melhor veículo de informação do CARNAVAL de Guaratinguetá e, sem sombra de duvida é referência nacional quanto ao acervo de composições carnavalescas. Portanto, em minha opinião, é chegada a hora dos “nobres edis” colocarem em suas pautas a efetivação de homenagens ao trabalho que Paulo Santos realizou e, realiza. 
Como admirador e leigo conhecedor do CARNAVAL como Espetáculo, História e, Produto Turístico e Cultural tenho como opinião que o BLOG CARNAVAL GUARATINGUETÁ merece o aplauso de todos, inclusive os que “são doentes do pé”, pois, o resgate, o cuidado, a manutenção e, a efetiva promoção de nossa História e, de nossa Cultura é, por si só, uma nobre tarefa e, dela Paulo Santos tem cuidado. Parabéns... Paulo Santos!!!
Esperamos que você não desista nunca e, não esmoreça frente ao desafino histórico e, à absoluta falta de entendimento de alguns quanto à importância do CARNAVAL para nossa querida GUARATINGUETÁ. Continue! Talvez seja sua obstinação que fará nosso CARNAVAL se transformar em um espetáculo maior que simplesmente a maravilha que os foliões demonstram na AVENIDA DO SAMBA (que ainda não existe). 
Quem sabe ainda veremos esse respeito!!!! 
Sucesso, Saúde, Sabedoria e Paz...