sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Guaratinguetá, Terra do Carnaval!!!




Para tudo nesta vida, existem os prós e contras ... não se agrada a todos, nunca. Assim como devemos respeitar quem não gosta, estes também devem respeitar quem ama o Carnaval. 
O Carnaval, além de mobilizar uma grande parte da população no seu aspecto cultural, ajuda e muito a economia da cidade. 
Este ano tivemos o Desfile, foram cinco Escolas levando, em média, 500 integrantes para a Avenida. Cada integrante tem uma família de, no mínimo, 4 pessoas, que não sairão da cidade no período do Carnaval, pois este integrante está comprometido com ensaios e outros diversos trabalhos da Escola. 
Estamos falando em, aproximadamente, 10 mil pessoas que ficarão em Guaratinguetá, consumindo nossos produtos. Clubes, bares, restaurantes, lojas, ambulantes, músicos, trabalham dentro da nossa própria cidade, fazendo o nosso dinheiro girar aqui. É mais oportunidade de trabalho, é mais movimento nos eventos criados pelas Escolas e Clubes, é mais vida para a cidade. 
Obviamente que o barulho incomoda aos vizinhos, a montagem na Avenida cria problemas para os moradores, mas isso faz parte de vida em sociedade, ter paciência e tolerância. Eu já fui vizinho de um templo evangélico, imagine que não são alguns meses de barulho como no Carnaval, é o ano inteiro! E quem tem a linha férrea no fundo de casa? Como faz? Já tive esse problema também. Tive que ter paciência. 
O nosso Carnaval renasceu este ano. Estava organizado e, organização, tem um custo, vamos começar a entender isso. Vamos detectar os problemas e corrigi-los para os próximos anos. Eu vi alegria nas pessoas, eu vi um povo em festa. Este é o nosso Carnaval, que é exportado para cidades vizinhas, que é admirado nas duas grandes capitais, que tem as melhores baterias, músicos competentes, compositores de primeira e muita energia das torcidas. 
Isso é tradição, é cultura, é lazer. Isso é felicidade!!!


Escrito por Paulo Ramos - Sambista